quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

REFLEXÕES DE ANO NOVO... SOBRE O FIM DE ANO VELHO.

1. Passagem de Ano

Passou mais um fim de ano, Albufeira voltou a estar em festa e depois do apanhar das canas, devemos reflectir sobre as opções e os resultados do Programa escolhido.

Um dado adquirido, é a necessidade de continuar a afirmar o "Fim de Ano" como um elemento dinamizador da cidade, dados os resultados em presenças, envolvimento e benefícios económicos no tecido empresarial, movimentando lojas, restaurantes, bares, discotecas e alojamentos.

2. Sazonalidade

Estes dois ou três dias, com "cheiro de Verão" são um pequeno pontapé no longo período da sazonalidade, que tem efeitos cada vez mais perversos nas débeis economias dos pequenos e médios empresários do sector turístico.

E tudo porque o crescimento desordenado da cidade e da consequente oferta de serviços tem dividido o "bolo", de tal maneira que as empresas têm cada vez mais dificuldades em acumular proveitos no curto Verão, para fazerem face a tantas despesas e impostos que em muitos casos se arrastam ou ficam por pagar.

A situação tem vindo a piorar de ano para ano e nenhuma entidade tem revelado qualquer preocupação para além da teoria.

3. As discotecas reclamam

Alguns empresários da noite, proprietários de discotecas do Algarve, usaram as suas influências junto dos jornais e da televisão, para veicularem o seu desacordo quanto à organização pelas Câmaras Municipais de programas de fim de ano, considerando-os concorrência desleal e, ainda por cima, também pagos com a parte dos seus impostos.

Os programas de Fim de Ano, como se pode constatar, são cada vez mais populares e participados.

Os empresários, que mostraram um tom zangado e um longo argumentário de catástrofe a prazo para as suas empresas, levantaram a questão e devemos abordá-la se haverá coexistência para o funcionamento das duas formas de festejar o evento.



Três matérias a precisarem de análise, que lançamos aqui em debate.


FORUM ALBUFEIRA

11 comentários:

Mosse Debe disse...

Mosse Debe o fim Ano foi fraquito e só se viu a trabalhar os bares e um pouco os restaurantes. Os dias antes não valeram nada e Andou pouco dinheiro no ar e vai ser muito mau daqui pra frente pra todos pro mexilhao.

firmino disse...

Vieram um milhão de pessoas para o Algarve e Albufeira recebeu 30 ou 40 mil ? Onde está a capital do turismo que levou cabazada ? Vamos ouvbir desculpas qu é da crise e a Pascoa está longe, longe e até vamos viver de qoê e vamos pagar impostos à Câmara ?exsest

jesimões disse...

A sazonalidade é uma pescadinha-de-rabo-na-boca: os empresários não abrem os estabelecimentos, porque não há movimento de pessoas; as pessoas não vão aos locais, porque está tudo fechado.
Concordando com a estratégia de fazer destacar o Fim de Ano em Albufeira como um momento festivo e de atracção de pessoas, devo acrescentar que há que planificar e dotar a cidade de meios para que isso aconteça no período alargado que vai de Novembro a Fevereiro, incluindo nessa responsabilidade Autarquia e Empresários, cada um com a sua quota-parte. O empresariado algarvio, até agora, só tem querido colher os benefícios que lhes caem "do céu", não assumirndo o risco e as responsabilidades que lhes são devidas, e fazendo crer que o movimento da cidade depende exclusivamente das boas ou más acções da Câmara. E o que é que eles arriscaram, para exigirem, agora, "petiscar"?...

Anónimo disse...

Srº firmino não sei se o Srº é de Albufeira mas parece-me que para si tudo o que é feito em Albufeira é mal feito até na percentagem de pessoas o Srº está enganado . diga-me se já foi aos bares e restaurantes na baixa da cidade e perguntou aos donos se foi mau . No aspectode muitos serem miudos mas que gastaram alguns milhares de euros ai isso gastaram . agora se alguém não concorda isso para mim é politica porque no tempo dos socialistas eram só 10 minutos ou menos de fogo de artíficio e mais nada . não estou a defender o partido laranja mas neste aspecto eles estão avançados em relação aos antigos 1000% . e espero que quem ganhar as proximas eleições continue com o mesmo programa para que ao menos se vá fazendo algo pela nossa cidade . já que os antigos governantes da Camara mataram a baixa de Albufeira
e já agora os comentários do SrºJesimões é um facto que o Srº não tem razão naquilo que diz. bom ano para si e para todos os Albufeirenses

anónimo de cá disse...

O Fim do Ano é para continuar, quer os senhores das discotecas queiram ou não. Tenham imaginação porque todos os negócios têm concorrência.
Foi aqui escrito que todos os empresários têm de tirar partido da vinda dos milhares de pessoas e as discotecas têm por si próprias capacidade de chamar tanta gente ?
O Fim do Ano é uma gota de água nas dificuldades dos empresários que se vêm e desejam para sobreviverem aos invernos cada vez mais longos ficando muitas contas por pagar e quase todos v~ao aos Bancos empenhar o dinheiro do Verão.
Fala-se muito de ajudar a combater a sazonalidade mas a Câmara não faz nada e deve ter iniciativas, porque os empresários sózinhos não conseguem resolver.
Todos os anos se fala deste tema mas ninguem mexe uma palha.

jesimões disse...

Muito obrigado pelos votos, sr. Anónimo, e iguais para si. Mas, gostaria de saber em que é que não tenho razão, para verificar se é mesmo verdade.

firmino disse...

sr. anónimo das 14.03 então o sr. não ouviu as noticias ? que entraram no Algarve um milhão de pessoas e acha que vieram para Albufeira ? Diga-nos lá quantos é que vieram para aqui ? você acha que para encherem os bares quantos milhares é que são precisos ? e ainda bem que trabalharam que foi para isso que a Câmara investiu tanto do nosso dinheiro. Não disse nada na outra vez que escrevi mas para mim foi um fiasco porque Albufeira não são só bares e eu andei no centro de dia e de noite e viu-se que só havia uns trocos para bebidas. De dia foi fiasco e fale com lojas e restaurantes já que me manda falar com os bares.

Anónimo disse...

Sr. Jesimões quando eu falo que o Sr. não tem razão estou a falar do Sr. firmino e não de si peco desculpa pelo mau entendido . porque o que o Srº diz está correto

Filha de Albufeira disse...

Sr.Anónimo,sr.Jesimões e sr.Firmino
todos têm razão, só que os verdadeiros albufeirenses vão sofrendo ao verem as atrocidades que vão acontecendo em Albufeira.
Existem bares a mais e a maior parte deles não deviam de existir,por serem incomodos para residentes e turistas.Actualmente os fins-de-ano em Albufeira só trazem turistas de Modelo/Pingo-Doce/Lidl.
A unica referencia que a comunicação social fez ao fim-de-ano em Albufeira foram as facadas na BP.Os milhares gastos no fogo-de-artificio e nos UB40 não motivaram os canais de TV a dar 1 min. de antena.O que terá se passado com o mediatismo do nosso Pres. da Câmara?

santa barbara disse...

Deve ser muito difícil gerir os destinos duma terra como esta! Com tantos milhares que para aqui vêm viver, tentar desenrrascar-se, investir e subverter tudo e todos a todo o custo, fazer a vontade a gregos e a troianos é deveras difícil! Poucos quererão sentar-se na cadeira de S. Pedro! As pedras são muitas e vêm de todas as direcções... Se faz muito fogo de artifício é porque esbanja, se não faz é porque é forreta e desmancha prazeres. O nosso S. Pedro deve estar desolado com tanta insatisfação e insulto. É normal que não lhe apeteça aparecer na televisão a falar da sua terra. Não ficariam desolados se sentados naquela cadeira?

Anónimo disse...

dificil gerir bem até não será, gerir a dar dinheiro aos Cavacos e 4 vezes mais por terrenos no campo com casas a cair é que não se pode engolir, que é que acham ????? á quem não ache nada e cale a boca e porque será ???