segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

DEPOIS DE ASSALTADO PELAS INUNDAÇÕES DO PROGRAMA POLIS/CÂMARA, FOI ASSALTADO POR MELIANTES!


Está escrito numa publicação camarária, "que as pessoas estão primeiro". Aonde e como? Perguntam os cidadãos.



Há poucos dias, o comerciante Ilidio, proprietário da ourivesaria Milena , foi assaltado na sua pequena loja da Rua Alves Correia, tendo os assaltantes levado vários relógios e outros objectos, com um valor considerável e que se encontravam no estabelecimento para reparação, logo não pertenciam a este pequeno comerciante, que não tem seguro para cobrir os prejuízos bem como para reparar as portas de ferro que já têm muitos anos e não fecham bem.

O Sr. Ilidio, para além de enfrentar o problema mais geral do enfraquecimento dos negócios na baixa de Albufeira, é um dos comerciantes que foram vítimas das inundações de Setembro último e de todas as outras ocorridas meses atrás, onde perdeu tudo, numa outra pequena loja, no Centro Comercial Califórnia e que dava ocupação à sua filha, que se encontra em depressão desde esses dias.

São muitos problemas para uma família, cuja sobrevivência dependia destes dois pequenos negócios e que agora ainda se vêem a braços com a forma de ressarcirem os seus clientes pelas perdas que tiveram.

Até hoje e apesar de este assalto ter sido alvo de noticia jornalística, nenhuma autoridade se acercou do Sr Ilidio e da sua família, inteirando-se das suas dificuldades e das formas de receberem qualquer tipo de apoio oficial.

No Concelho mais rico do País, é lamentável que estes problemas passem despercebidos de quem tem a responsabilidade de cuidar da dignidade e das condições de vida dos munícipes.


FORUM ALBUFEIRA

5 comentários:

Mosse Debe disse...

Mosse Debe agora só falamos de desprezos da cãmara ? este desgraçado tem de ser ajudado e o forum não deve largar o assunto e toda a gente vai tar de olho no assunto.

ana almeida disse...

Este caso merece a nossa atenção mas vamos ouvindo com alguma regularidade, noticias de muitas pessoas que não conseguem pagar impostos, água, luz, telefones, infantários e outras contas e não vemos qualquer gesto das autoridades locais.
As associações de Albufeira não podem silenciar estas situações e pedem-se respostas.
O desemprego está aumentando, muitas casas comerciais vão fechar ou mandar trabalhadores embora e vêm aí mais depressões como a da filha do sr. Ilidio.
O agravamento das condições de vida podem despoletar atitudes sociais problemáticas e não devemos deixar chegar ao desespero e às acções mais agressivas.
Muita atenção aos próximos tempos que não auguram nada de bom e é precisa muita solidariedade e responsabilidade das autoridades no uso dos dinheiros públicos para ajudarem com critério.

Anónimo disse...

este é como a misericordia bem podem esperar sentados que da camara não sai nada, eu conheço esta familia e sei das suas dificuldades e já de antes das inundações. Precisam de ajuda e so a camara pode ajudar e tem até a obrigação.

Anónimo disse...

Ilidio estamos contigo e este post já ajuda a divulgar a tua situação porque como tu vão estar muitos mais.

brejos

Anónimo disse...

Ilidio estamos contigo e este post já ajuda a divulgar a tua situação porque como tu vão estar muitos mais.

brejos