sábado, 31 de janeiro de 2009

ONDA DE DESPEDIMENTOS NA HOTELARIA...

30 Janeiro 2009 - 00h30

Sindicato garante
Hotéis podem despedir centenas


O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Hotelaria e Restaurantes do Sul acusou ontem os empresários do sector de estarem a fazer um "aproveitamento oportunista" da actual crise para efectuarem uma série de despedimentos.

De acordo com o presidente do sindicato do sector, Rudolfo Caseiro, as administrações dos hotéis estão a fazer "despedimentos encapotados" porque apesar dos lucros do sector, os empresários estão a fazer "centenas" de rescisões. Segundo o responsável, os hotéis estão a despedir os funcionários mais antigos, "forçando a rescisão por mútuo acordo", e substituindo a força de trabalho por "temporários".

"Que crise é esta em que o sector apresenta lucros e depois despede as pessoas", pergunta Rudolfo Caseiro. O sindicato já pediu uma reunião com a tutela para exigir explicações para o que considera ser uma "contradição" que favorece a precariedade.

P.H.G.

3 comentários:

alberto de sousa disse...

no proximo inverno vai doer mais e ninguem fala em planos para o Algarvr

firmino disse...

O Alberto tem toda a razão, o desemprego está subindo todos os dias e daqui para a frente é que vai começar a doer mais.
O Algarve pode estar à beira de uma crise sem precedentes porque segundo as noticias de hoje o número de desempregados registados atingiu os 16.000. Não é normal e no verão não vai haver espaço para tanta gente.
O que mais preocupa é que não se ouvem as autoridades falarem do assunto e de medidas para resolver.
As coisas podem aquecer em ano de eleições.

Anónimo disse...

Ola, já sei de perto o que é isto de despedimentos, não sei até que ponto iremos chegar. Sei no entanto que a realidade nos sectores em geral são más e vergonhosas, o caso de que falo, é de um atlier em Tavira, que com funcionários com uma carreira de 24 anos e mais, simplesmente comincou-lhes no passado mês de Janeiro dia 05 que estavam dispensados. Isto foi um despedimento colectivo, doloso no entanto estão no desemprego e a empresa deu em insolvência.Pasme-se uma das gestoras e proprietárias da referida empresa abriu um novo atlier nas proximidades de Tavira. Mas agora a questão é no estado que eu conheço de como se desnrolam os processos temo ao que se poderá chegar.
A hotelaria está tremer, mas sempre tremeu, sempre existiram os despedimentos sem quase justificação, já existia os contractos de trabalho somente para os meses de verão. Afinal os Srs gestores apenas justificam as suas previsões da forma mais facil, se não houver o tal proveito € então facil despede-se fecha-se para pressuposta obras de conservação.
Nós estamos numa região, que embora existam erros de base ainda estamos a tempo de alguma coisa fazer, o necessário é fazer-se. O necessário é que também e muito importante aqueles que trabalham no sector se unam e lutem pelos seus direitos consagrados pela constituição portuguesa.