sábado, 21 de março de 2009

QUEM PAGA A INCOMPETÊNCIA?

Em mais um exemplo de progresso concelhio, vê-se aqui a evolução de uma moradia para uma estupenda loja chinesa. (foto e sugestão gentilmente cedidas por Algarve Reporter)



Os sucessivos erros que se vêm acumulando na gestão camarária do Concelho de Albufeira, vão custar, inevitavelmente, uns milhões euros aos bolsos dos munícipes.

O primeiro grande acto de despesismo, foram os erros grosseiros da gestão do Programa Polis/Câmara, cujos falhanços nas canalizações provocaram as graves inundações que fomos vítimas, determinando os novos investimentos não previstos na construção dos emissários da Bateria e da estacada-cais e respectivo canal de recolha e condução de águas pluviais que a primeira intervenção destruiu, mais as recuperações e substituições de materiais e espaços que se terão de fazer num horizonte próximo.

Fora de tempo e com custos mais elevados, foram lançados apenas em Janeiro deste ano os dois parques de estacionamento, com intuitos eleitoralistas e num desrespeito total pelos interesses dos comerciantes e da população.

O parque do campo do Inatel, atrasou-se porque foi prometido em terrenos que não eram da Sociedade Polis/Câmara. O segundo, no topo da Av. Da Liberdade, esteve previsto para estar pronto há mais de anos e na hora do arranque, a empresa contratada rejeitou os projectos e estão parados no estaleiro, enquanto não vêm os novos.

Analisemos só a sucessão de despesas adicionais que tudo representa: começa nos valores dos projectos novos e velhos, a inflação nos custos de arranque das obras e os custos da empresa parada no terreno, faltando esperar para quantificarmos as derrapagens.

Também nesta recta eleitoral, foi lançada a obra do eixo viário e a do parque de merendas e encanamento da ribeira, tendo sido esta última embargada por incumprimento da Lei por parte do Executivo PSD. Vêm aí as multas, os custos dos estudos necessários e a paragem da Empresa construtora.

No centro da cidade, decorrem obras de intervenção nas infra-estruturas de duas ruas, que já ultrapassaram largamente os prazos de execução, por mau planeamento camarário. Estas obras foram adiadas uns meses, exactamente prometeram, para tudo correr bem o que não está a acontecer, com elevados prejuízos para a população. Também estas obras estão em derrapagem financeira.

Para finalizar o rol de desgraças, temos de somar mais dois casos flagrantes de uso indevido dos dinheiros públicos.

O descaramento do Executivo, que aprovou ligeiro o pedido de reforço de verbas, uns fantásticos 10 milhões de euros, pedidos pela Empresa Irmãos Cavacos SA, para reforço de cobertura de custos devido ao aumento das áreas a limpar na cidade!?!? Valeu o bom senso da Assembleia Municipal, pressionada pela população e que ainda vai tomar uma decisão.

E, finalmente, não menos grave, o pagamento pela Executivo de mais 250.000 euros sobre o custo total, para fazer concluir a obra do Pavilhão Desportivo no período eleitoral.

Nem o Executivo, se lhe perguntarem, sabe quantificar o desastre por si criado.

Esta é uma gestão lesiva dos interesses da população e que não deixou de contar com o silêncio cúmplice do Partido Socialista que tem vivido no limbo e diz que vai ressuscitar na pessoa de um profeta fresquinho.

Luis Alexandre

8 comentários:

Anónimo disse...

isto até pode não dar cadeia e até tenho duviidasmas que não tem vegonha da cara é que é verdade.

Anónimo disse...

Ainda nem havia chineses por cá e aquela loja já funcionava na tal moradia junto aos correios. Da moradia em frente com piscina e serviço de bar e um ruido que nao deixa os clientes do Hotel da Aldeia dormir, nao falam voces... Calhando até calha bem beber lá uns copos de borla... Dá 'cenário'

Anónimo disse...

A imoralidade está em se deixar transformar um rés do chão habitacional, numa loja comercial sem condições sem condições para isso, numa zona já saturada de comércio. Porque não há planeamento.
Se fosse um morador quizesse ampliar o seu quintal para a rua não lhe seria concedida licença. Uma loja comercial, de PRODUTOS CHINESES, e etc, já pode OCUPAR O PASSEIO PÚBLICO COM EXPOSIÇÃO!!
É que os moradores dos andares de cima tem de entrar pelo meio da exposição comercial...
É por isso vergonhoso que não se tenha bom senso para proteger os moradores e comerciantes que ali arriscaram os seus iniciais investimentos e negócios.
Além disso, a Rua Sá Carneiro transformou-se na "China Town" de Albufeira e está irremediavelmente perdida para um comércio e público turista de qualidade.
É uma feira, e só se vê por ali turista de pé-descalço!! O turista que esta câmara vai angariando pelas feiras na Europa onde gastam os nossos euros em passeios, comesanas e mordomias!
Os bares, é outra conversa sem remédio, nem jeito nem trambelho, e só lá vai beber copos à borla quem pode.
O que, infelizmente, sinceramente, não é o meu caso... com muita pena minha!!!

Xico do Páteo

Anónimo disse...

Porra! um artigo tão grave e só falam de chineses?
E os desperdícios dos nossos dinheiros não merecem nem uma palavrinha?
Os dinheiros voam por negligencia duns e incompetencia doutros.
O Forum só apareceu há para aí um ano evamos sabendo mais coisas e para trás? Para onde foi tanto dinheiro dos orçamentos da Camara? Em cenas como as dos Cavacos? E esta Camara ainda fez mais um emprestimo para quê? Se tinha 30 milhões nos Bancos?
Sabem-me responder?

carlos

Anónimo disse...

Não se esqueçam da Faceal

Anónimo disse...

Com tantos almoços e jantares, qualquer dia rebentam.
Até o Quintino com trinta anos já tem a barriga igual ao Rolo e ao Desidério, para não falar no Gonçalves que custa a passar pela porta estreita da Câmara.

Se eles não se importam com as suas saudes, como querem que liguem ao dinheiro e á gestão do que é de todos?

Dr. Olho Vivo

antonio maria disse...

Cá fora andamos todos quase na penuria e esta Camara gastou a seu bel prazer sem dar cavaco a ninguem. bem tambem queria dar ainda mais aos Cavacos como tem de dar a empreiteiros para irem reparar o que andaram a fazer. E só mais uma pergunta já viram a ciclo via ? tem km de tinta azul no chão, isto é para turista ver.

Anónimo disse...

grande luis alexandre quanto mais os desmascaras mais nervosos ficam a ponto de rebentarem com aquelas barrigas de vinha, wisk, medronho, agua ardente velha, champanhe, brand e o mais que a máfia russa lhes dará nos bares dalterne, vermelhos de lanternas difusas.
Bernardo Sá Lopes d´almeida