sábado, 7 de fevereiro de 2009

ALBUFEIRA REGISTA QUEBRA DE 19,8% NA TAXA DE OCUPAÇÃO DE JANEIRO!

HOTELARIA EM CRISE, COMÉRCIO EM CRISE, RESTAURAÇÃO EM CRISE E SOLUÇÕES EM CRISE!


Os dados estatísticos de Janeiro, quanto a ocupação turística no Algarve, continuam a mostrar traços acentuados de queda, comparativamente ao mesmo mês do ano passado.


Albufeira, a par de Portimão/Praia da Rocha, foram as duas zonas em que as quebras foram mais gravosas.

Albufeira, concretamente, caíu 19,8% o que não pronuncia um futuro muito risonho.

Se o agramento da sazonalidade nos últimos anos, já é uma enorme dor de cabeça e de carteira para os diversos sectores da actividade económica, sem que as autoridades responsáveis tenham quaiquer planos para a minimizar, a degradação generalizada da economia vai afundar-nos ainda mais.

Os hoteleiros, através da AHETA, já reclamaram medidas de apoio ao sector, onde se inclui uma linha de crédito de 500 milhões de euros, os sectores do Comércio e Restauração, continuam imobilizados, sem as Associações mais representativas mexam uma palha.

Esperam-nos tempos muito difíceis e sem que os tivéssemos criado, vê-se o Governo Socialista socorrer a Banca especuladora e outros sectores debaixo dos argumentos de serem estratégicos, abandonando à sua sorte a imensa maioria das micro e pequenas empresas, que asseguram muitos milhares de empregos e o sustento dos seus proprietários.

Em Albufeira, através deste blogue, foram já reclamadas medidas a serem tomadas por um Gabinete de Crise, não merecendo tal proposta qualquer resposta da parte do Executivo Municipal.

Irá a Assembleia Municipal emendar este desinteresse?


FORUM ALBUFEIRA

8 comentários:

Anónimo disse...

esqueceram-se que os bifes ficaram com a libra ao preço do euro . o que foi bem feito para eles mas que infelizmente foi e vai ser muito mau para nós que vivemos do turismo

Libertino Metralha disse...

Gabinete de crise pra que? Tudo o que a Camara faz, dizem logo que é por propaganda... se não faz é porque nao faz, e Portimão é que é o Grande exemplo... afinal estão iguais a nós... é a Crise meus Amigos, não foi o Didi nem o Prof Rolo que encomendaram esta crise. Não têm feito tudo ao seu alcance, mas o que é feito, pra vocês nunca está bem... Se gasta dinheiro na Passagem de Ano é porque gasta, mas sempre vêm bem uns 100 mil marmanjos gastar - se bem que pouco - algum dinheiro no concelho. Se não houvesse festa de passagem de ano, quantos viriam cá pra ouvir os Abba e tal nos bares? Se Silves tem a Feira Medieval e Loulé a festa Branca e nós não temos, está mal... Mas se ouve-se falar em Feira medieval por cá, está mal também, é por causa das eleições, nao vai resolver os problemas dos comerciantes e tal. Se o evaristo ocupasse 400 metros quadrados numa praia de Albufeira com um bar pró Jet7, é pk tinha padrinhos na Camara e faziam um jeito ao ricaço e tal.. como tem isso na Praia da Rocha, devia ter por cá. Se um jantar na baixa fosse por volta dos 20 euros, em vez dos 35... 40... calhando tinham mais clientela... assim como as bebidas nos bares. Quanto custa o artesanato da Terra? 2 euros por uma caneta ou 5 euros por um barro qq ou um pote com areia - só pk diz Albufeira - e que custou 5 centimos ao comerciante? Sò falta pedirem pra colocar Albufeira dentro de uma cápsula, e no Inverno seremos uma estufa sempre quentinha e com Sol e assim teremos época Alta 12 meses por ano.

anónimo de cá disse...

Aos Libertinos de todas as cores e não só aos laranjas: então na sua inteligencia os do comercio e da restauração é que são os culpados ?
Foram eles que deitaram abaixo os estacionamentos, foram eles que inundaram o centro, são eles que mandam a maerda para a praia, são eles que põem a desordem das cargas e táxis, que destruiram a meia laranja e põem tendeiros em frente aos negocios, foram eles que não fizeram um jardim nesta tarra e ainda destruiram o central ? ficavamos aqui até amanhã ao sol posto.
Quem é que deu a fama de terra de copos e por isso não admira que ande pra aí malta meio embriagada de xarope de laranja...

antónio maria disse...

Antes de setembro a crise já estava em cima de nós em Albufeira e Há pessoas que veem mal o filme e para elas só conta o centro da cidade e às vezes esquecem-se dos outros que estão mais afastados e são gente que precisa de viver. A cidade está mal é certo e as outras partes' e as Ferreiras e a Guia e os Olhos de Agua? Cada dia há mais desempregados, cada dia há mais pessoas endividadas e não se vê, tirando o Forum falar-se de ajudas. E a Câmara onde está ? não é com ela ? Com tanto dinheiro que tem não vai ajudar quem precisa ou é só para o cartão laranja ?
Vão contando com o ovo no cú da galinha e depois queixem-se que não avisámos.

Marta disse...

é assim podem não ser os restaurantes e o comércio ter toda a culpa mas tem grande dela. Vou-vos contar o meu caso, sou algarvia, albufeirense, nasci quase que no meio de um restaurante e nunca vi o meu pai fazer a ninguém o que me fizerem em albufeira na Pascoa passada. Por circunstancia da vida mudei-me para a zona norte e na Pascoa passada numa das minhas visitas a albufeira (pq vou todos os meses a Albufeira) levei um grupo de amigos, depois de um passeio nas ruas de Albufeira sentamo-nos numa esplanada na rua dos bares eram +/- 15h e o movimento era quase que nenhum naquela rua, pedimos café éramos 12, o empregado olhou para nós e disse que não serviam café na esplanada só canecas de cerveja ou cocktails, olhamos todos uns para os outros com tal situação. A mim saltou-me a tampa e pedi para chamarem o gerente, disseram-me que era ordens da da casa e que não podiam fazer nada, continuei a pedir para chamar o gerente, depois de muito "bate boca" de mostrar o meu BI de lhe mostrar que era uma algarvia albufeirense que estava com vergonha de ser dali e de ele estar a ter uma reacção daquelas, depois de lhe perguntar se fosse Dezembro e se eu chegasse ali a pedir 12 cafés a 1€ cada se ele ia-se continuar a recusar servir-me... se numa tarde de Dezembro não seria bom fazer 12€ em 15 minutos, foi preciso eu mostrar-lhe o meu ponto de vista dizer-lhe que era uma algarvia ferrenha e fazer-lhe quase que uma lavagem cerebral para ele ver que precisava dos clientes todos em todas as alturas do ano. Vou-vos dizer nesse dia senti muita vergonha de ser dessa terra e do que me fizeram... o sr M se ler isto vai saber que M eu sou e espero que depois disto tenha mudado a sua forma de pensar e que recusar servir clientes algarvios é meio caminho andado para ter a carteira vazia.
Numa outra altura fui também a um restaurante, bem conhecido em albufeira Jantar com o meu mais que tudo, depois de escolhermos a resposta que tivemos do empregado foi "tem a certeza que é isso que querem, é que é um prato bastante caro e que só os nossos clientes estrangeiros pedem" a minha resposta só foi " se quiser eu pago antes de comer".Com isto tudo quero dizzer que é preciso educar os comerciantes empresários de Albufeira e em vez de venderem só para os "bifes" do verão venderem para todos durante o ano todo, o comércio e os restaurantes chegaram ao que chegaram porque os portugueses, os algarvios, os da terra sempre foram mal tratados e mal atendidos.

Anónimo disse...

http://usksider.blog.co.uk/2008/11/06/how-mad-is-this-4996018/

Começamos a ser vistos lá fora como a terra do ridículo...

Anónimo disse...

Lindo...

Anónimo disse...

Sou de albufeir e tambem já me aconteceu ser mal tratado e na praia da Galé no 1º Café ao chegar-se á Praia da Galé.
Fui sentar-me na explanada e o Sr. veio dizer-me que na explanada naquela hora só serviam jantares, e eu perguntei porquê. Responderam-me que eram ordem e eu só vinha tomar o café estavam a perder uma mesa. Isto é ridiculo o que sucedeu é que nunca mais pus lá o pé, e será riscado da minha muita pequena lista como recomendado. É triste ser-se tratado assim e ainda por cima ser-mos clientes frequentes. Eu ja trabalhei em Hotelaria, mas agora cada vez vejo a nossa hotelaria pior, somos mal atendidos e a preços muitos altos. Tenho pena dos tempos que servia ao balcão e no restaurante com dignidade.
Albufeira cada vez está pior e em termos de serviço é pessimo não reomendo a ninguém. Nasci aqui e agora tenho vergonha de como se trata as pessoas.