terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

8 ANOS SEM FAZER QUASE NADA DE VERDES, AGORA PROMETEM-SE 100 HA! O PSD FAZ MILAGRES?

O PARQUE VERDE DE VALE MANGUDE CONTINUA UMA MIRAGEM...


O Executivo camarário, na sua senda propagandística eleitoral, continua a surpreender-nos com as afirmações que faz à imprensa.

A novidade vem de mais uma nota publicada ontem no jornal “Correio da Manhã”, onde se anuncia mais uma grande intenção, de criar 100 hectares de zonas verdes em Albufeira, entre a Marina e Sta. Eulália.

Sendo uma intenção, pode-se afirmar que se irão passar oito anos e este Executivo PSD apenas lançou o Parque da Alfarrobeira, pese embora tenha muito pouco verde, o que revela o total desprezo pelas questões da harmonia ambiental e do lazer dos cidadãos.

Este é um velho problema estrutural, no passado desprezado pelos Executivos do Partido Socialista e agora continuado pelos do PSD.

Para demonstrar a falta de sensibilidade nestas matérias, destes dois Partidos que conduziram os destinos do Concelho, foram autorizadas obras que provocaram a desmatação com o abate de milhares de pinheiros e outras árvores, que polvilhavam a linha de costa do Concelho.

Com a chegada do Programa Polis/Câmara, anunciado pelo actual Primeiro Ministro e rubricado pelo actual presidente da Câmara, como bandeira de referência da requalificação urbana pretendida, foi anunciado a criação do Parque Verde de Vale Mangude, em terrenos que pertenciam ao Inatel e não estavam negociados, como hoje ainda não estão.

Prometeu-se uma obra de grande alcance para quebrar a linha de betão que esmaga a cidade, em terrenos alheios.

Esta é uma atitude puramente propagandística, enganando a população da cidade que aplaudia a criação do Parque!

Por trás do micro anúncio jornalístico, está uma política de desprezo pelo equilíbrio ambiental e de feroz ocupação dos solos para efeitos especulativos, exigindo-se apenas que plantem uma árvore aqui e outra além.

Até na “Meia Laranja” o verde incomodou, as árvores foram arrancadas e substituídas pelas palmeiras doentes que entretanto tiveram que ser arrancadas.

Se formos para as aldeias, que crescem na condição de dormitórios de rectaguarda da cidade, então o problema da falta de jardins e outras infra-estruturas é calamitoso.

Será que a propaganda enganosa vai passar?


FORUM ALBUFEIRA

7 comentários:

Anónimo disse...

Até as crianças nas escolas do concelho reclamam o verde que falta lá fora, e o residente de longa data ou aquele que chegou há dois anos diz "Mas Albufeira não tem um único parque florestal para passearmos com os nossos filhos?Pois, paciência! Parece que pouca importância se deu àquilo que mais importa: a saúde, o ar púro, o lazer, a beleza de uma terra antes inigualável com centenas de pinheiros agora somente salpicados aqui e acolá ou esventrados pelas escavadoras.!

Colibri disse...

PARABÉNS AO FORUM!!! Nos últimos cinco dias foram mais seiscentas visitas. É muito bom ver que os albufeirenses se interessam pela sua terra, pelo menos quando não têm que dar a cara. Num Portugal actual de arrepiantes ares cubanos, em que todos se escondem para não serem esmagados, merecem palmas aqueles que não metem a cabeça na areia como a avestruz.

Mosse Debe disse...

Mosse Debe há volta de albufeira era lindo de ver tantos pinheiros e campos que Xufre, arsénio e desiderios resolveram destruir e vão ficar ligados ao pior da historia desta terra.

Ana Almeida disse...

O interesse da Câmara em arrecadar receitas com a construção, levou a cidade para a falta de jardins e até de parques infantis.
Esta cidade é uma mentira em parques verdes e vão anunciar para os jornais que é desta que vão fazer 100 hectares?
Só acredita quem quer e está visto que não passa de um problema de consciência e de propaganda eleitoral. Em oito anos não fizeram nada e com medo de levarem um chuto no cú é que se dispôem a fazer jardins?
Para fazer vida de ar livre com os meus filhos dentro do Concelho e não muito longe de casa, ia para os Salgados mas árvores nem vê-las, numa zona que tinha um pinhal junto ao mar que era uma delicia e até dormiamos folgas no calor do Verão. Outras vezes íamos para a praia dos tomates e idem aspas aspas. No lugar do sossego, estão casas e mais casas.
Souberam autorizar o derrubar das árvores mas não exigiram aos privados nem a própria Câmara Municipal empreendeu essa tarefa nobre de plantar mais.
É como nos estacionamentos, desfazer é fácil, fazer é para as calendas gregas...
Pobre Albufeira e estes dirigentes só sabem mesmo é organizar bailinhos para os votos...

Anónimo disse...

a morte das palmeiras foi dasbaldas que não fizeram a quaarentena e vão ter de cortá- las e quem vai querer saber quem foi ? a camara tem dinheiro e não dá balanço.

Manuela Peres disse...

O parque lúdico e o parque da alfarrobeira são uma anedota numa terra com uma população crescente que se tem vindo a juntar e a viver em Albufeira nos últimos anos. Dá vontade de vomitar quando se ouvem as pessoas a dizer que Albufeira não tem um lugar cheio de árvores e de relva para se brincar e jogar com as crianças. As únicas que tínhamos, os pinheiros, foram arrancados e por cada 50 pinheiros arrancados para pôr hoteis à beira das arribas, plantou-se 1 palmeira gigante típica de outras paragens longínquas um pouco por todo o lado. Pena que a aposta tenha sido sempre na desflorestação, na descaracterização, na desumanização cultural de Albufeira. O que ganhámos com este tipo de política? Talvez o descontentamento de diversas gerações, e até mesmo dos visitantes.

Anónimo disse...

Não concordo, ele têm feito muito pelo ambiente, exemplo é as paredes de S. Rafael para proteger a natureza dos habitantes; o mato do Escarapão está a ser limpo... pelas pedreiras; arrancam-se as nossas arvores para por arvores típicas de Africa e por aí fora