segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

S. RAFAEL SERÁ COUTADA PRIVADA? AS AUTORIDADES ESTÃO A FAZER O SEU TRABALHO?

As obras continuaram nos últimos dias junto da falésia de S.Rafael. Cresceu o nº de blocos de pedras, pois ao que parece as obras estão autorizadas superiormente.

Eu acho estranho que se possa destruir o coberto vegetal e terraplanar naquelas áreas de domínio público marítimo. Foi meritória a sua chamada de atenção, e julgo que só depois do parecer da CCDR Algarve é que este assunto deverá ficar encerrado. A CEPNA indicou que eles iriam rever as medições e limites dos terrenos.

A meu ver o grande perigo não é o muro frontal que se fez paralelo aos pinheiros em S.Rafael. O grande problema será o subtil arranjo que possa vir a ser feito no futuro, no lado do acesso pelo grande parque de estacionamento, e do lado do acesso à praia dos Arrifes. Basta que alguém faça aparecer uns "obstáculos naturais" e a população fica sem acesso à falésia. Isto para mim torna-se mais importante do que o muro actual.

Envio duas fotos que são a resposta à minha imensa curiosidade desde há anos. Como estes aterros monumentais que cercam todo o novo hotel podem gerar um perigo de derrocada, algo teria que ser feito para segurar a altura de terra que circunda a construção, cuja cota é bem elevada e distinta do terreno natural. Pode-se ver que o frágil muro de alvenaria feito á pressa, está a ser substituido por pesado muro de pedra que permite segurar as terras. Com algum sentido de humor, pode-se dizer que o muro é bonito, e evita desgraças no futuro, pois o rés-do-chão do hotel deve estar a 4 metros de altura em relação á estrada!
RD















Comentário:

Depois de várias denúncias, os trabalhos continuam em S. Rafael, sem que as autoridades Locais e Regionais, com jurisdição sobre aqueles terrenos, venham a público dar justificações à população do Concelho que segue atentamente todos estes episódios.

Particularmente a Câmara Municipal, directamente relacionada e como órgão de proximidade, já devia ter divulgado qual o seu papel em todo este processo.

Aguardamos explicações!


FORUM ALBUFEIRA

13 comentários:

Anónimo disse...

Num concelho gerida por uma autarquia corrupta, não percebo a surpresa!!! O outro é que diz bem, quando diz: Ai Mouraria.

mais um indignado disse...

Pena é que uns possam tudo e outros não possam nada. Parece que a REN e a RAN só se encontra localizada em locais onde os cidadãos não gostam de dar gorjetas aos politicos e outros que tais (p.ex. engenheiros e arquitectos) que são sujos pelas notas que os governam. O PDM deveria ser para todos e não apenas para alguns, mas infelizmente é a porqueira que temos na nossa ainda Albufeira junto ao mar plantada. Não queiram tentar fazer alguma coisa e travar a tempo toda esta sujidade que logo vêem a crise a bater à porta à séria... Ficamos todos depenados, é o que é. Que grande corrupção que pra aqui vai.

firmino disse...

Este senhor CS não pára de fazer das suas e age com o rei na barriga. Faz e goza com tudo e com todos e a arrog~~ancia tem de vir dalgum lado e vamos lá adivinhar ? Será da Câmara ou ainda mais acima ?
Não vamos ter respostas por agora mas não vao ganhar todas !!!

o surrealista disse...

Apetece-me comentar se estamos diante do:

"Um Homem com sorte"
"Conflitos, Política, Construção"
"Os subversivos da cidade"
"Os homens do Presidente"
"Negócios Vigiados"
"Falar Verdade a Mentir"

(títulos de livros)

cidadão de Abril disse...

Oh, pessoal, vamos lá a ter atenção. Nem todos são corruptos: Ainda há técnicos honestos nos organismos públicos, e muitos, que fazem o seu trabalho e vão dormir com a consciência leve. Justiça lhes seja feita porque merecem.

Pena é que alguns, muitos também, já nem tenham consciência. Está amarfanhada sob a pesada capa do poder absoluto, sobranceiro, arrogante.
É uma lástima porque vão deixando destruir tudo o que a nossa terra tem de bom - a natureza, a tradição, a história e os seus legados.

O resultado é a miséria e o caos urbanístico de que já estamos a colher os azedos frutos e que sobrará para as gerações vindouras.

Manoel dos anzóis disse...

A culpa é de quem faz ou de quem deixa fazer? Não sei bem, alguém me explica?

um albufeirense disse...

O Presidente DEsiderio confessou a um amigo que estava louco para que a reforma chegasse, para se acabarem as chatices e poder ir plantar prédios para a mouratia, sic... será que não quer ir a eleições e vai por o Carlinhos Silva e Sousa (o chefe sombra, o homem que sabe dos tortos direitos) também a dar a cara e levar a carga ? Será que esta confidência foi ao amigo CS ?

Marafado disse...

Mais tarde ou mais cedo, os favores têm que ser pagos, e é desta forma que os responsáveis da CM Albufeira pagam aos construtores, os dinheiros que recebem dos mesmos por altura das eleições.

Anónimo disse...

Máquinas em São Rafael, terraplanagens, destruição do coberto vegetal, uso dos terrenos adjacentes às falésias, no dommínio público, nada nos surprende.
Mais um momento trágico nesta comédia de existência que é ter escolhido este Concelho para viver.
O ar do mar inundava as nossas casas há anos, no século passado, a luz do sol batia nos vidros da janela e passava o calor de inverno para dentro, o silêncio da natureza, revigorante e inspirador, interrompido apenas pelo galo do vizinho cantando na madrugada, ao longe, a 200 ou 300 metros, que suavizava o despertar, todos estes direitos de fuga das civilizações avançadas e ruidosas se perdeu.
Caiu o tormento sobre todo um paraíso de poder natural, deslumbrante e irradiante, que fazia de cada uma das nossas visitas um prazer imenso e deixava uma tristeza na hora da partida.
Toda esta irradiação de tranquilidade e gosto pela vida, se transformou em duas décadas, num horror de tijolos e cimento, homens gritando, martelos pneumáticos, vai-vem de camiões, a vista para o mar passou para o vizinho da frente, o galo que cantava há muito que foi engolido na cabidela e a nossas visitas perderam todo o encanto do reboliço da partida.
A minha tristeza é apenas uma lágrima do choro agoniante dos albufeirenses, que viram a sua terra esventrada, os pinhais derrubados as praias invadidas por milhares de cheiros a bronzeadores, quase sem lugar para a última toalha que não pose ser lançada na área dos donos das praias que têm tudo ao nosso dipor a troco de uns bons euros, de preço livre.
Estendidos nas areias lavadas pelas marés olhávamos a falésia recortada que agora deu lugar a monstros de oponência umbilical, que faz a separação entre a exibição do dinheiro fresco e a falta dele.
Onde está a Albufeira que me enchia a vista e me saudava a cada chegada e a cada partida.
Choro convosco e quero estar com a vossa raiva em mais este momento de lancetamento impune de mais uma parcela de um lugar ímpar.
Vou perdendo os amigos dos verões quentes de outrora e não tenho impulsos de voltar.

Carlos Andrade Perestrelo

Alves Costa disse...

Hoje chamam-se CS, amanhã têm outros nomes mas têm bons amigos para lhes estenderem a passadeira vermelha para nos pisarem.
Quanto tempo mais vamos sofrer estes abusos...

Anónimo disse...

Pergunto de novo a este respeito. O que vou dizer ao meu filho quando no próximo Verão quiser fazer um piquenique lá nos pinheiros? Que qualquer dia não vai ter aquele lugar como eu e o seu avô tivemos? Vou dizer-lhe que a zona agora é para construção, desculpa, não há mais espaço em Albufeira... E, quando quiseres apanhar chocos aproveita antes que os projectos entrem pelo mar dentro e até eles fujam para Marrocos?

Como é possível olharmos impávidos para o que se está a fazer a S. Rafael, Galé e Salgados? E nem a Falésia parece escapar.

Será que aquela meia dúzia de pinheiros também vai ser arrancada? E que mais?

EMPRESARIO/EMPREGADOR disse...

Se não tivessem vindo para cá construir o tal betão e com isso trazido o turismo criando os empregos que vos dão de comer e pagam os belos carrinhos que não dispensam viviam como: da apanha da alfarroba,da amendoa ou da pesca? não me parece isso dá trabalho e é coisa que não gostam. É mais facil vender um terrenozito que era da familia a um "camone" e depois protestar que ele fez uma casa melhor que a vossa e vos tira a vista do mar esquecendo-se que foram voces com a ganancia do dinheiro que lha venderam.

Anónimo disse...

eu já fui ver as obras em S. Rafael e apesar de não concordar com a obra não vi nada de muito grave para tanto alarido . agora se quizerem ver um verdadeiro crime por parte da Herdade dos Salgados ai sim vão ver o que se está a fazer na Boca da Lagoa um autentico crime ambiental e vergonhoso . e ai podem pôr culpas na camara e em especial em quem representa o AMBIENTE . é uma autentica vergonha mais parece uns caixotes pintados de creme sem jeito nenhum . e o Hotel que está quase concluido então não se fala