terça-feira, 2 de dezembro de 2008

O ESTADO DO CONCELHO, FACTOS AVULSO QUE NOS FAZEM PENSAR...

1º FACTO:

-Estive em Lisboa, para um banho de cultura e de visita a amigos e, como é normal nestas situações de convívio, acabamos sempre por perguntar:

-Então, quando é que vão a Albufeira?

Resposta pronta e seca:

A Albufeira? Fazer o quê? Não estamos no Verão... desculpem, sem desprimor para vocês.

E eu timidamente retorqui: para descontraírem...

Descontrair? Mesmo para banhos é uma cidade difícil... não tem atractivos que justifiquem a aposta... come-se mal, paga-se caro... não, não estamos para aí virados...

Não fui capaz de dizer mais nada, fui obrigado a concordar, com alguma tristeza e preocupação.

Vim pelo caminho pensando, a classe média alta, que tem condições económicas, não quer nada connosco e não nos dá valor.

E pensar naquela linda vila branca, com cheiro a mar, do tamanho de muitas aldeias por esse País fora, que encantava nacionais e estrangeiros... e como é que caímos neste desprezo?

2º FACTO:

A apresentação da Fundação Obikwelu, que decorreu no Real Santa Eulália, sala de visitas da Câmara, que assentava num jantar/leilão, custava a módica importância de 200 euros por pessoa.

Estiveram previstas 200 pessoas, compareceram à volta de 100, mas o interessante esteve numa mesa para 10, destinada às entidades oficiais e com destaque para os elementos da Câmara, que não pagaram absolutamente nada.

Nada? Então quem pagou? E porquê?

6 comentários:

política à moda de albufeira (27) disse...

A degradação das condições de vida da cidade, desde a queda dos negócios, ao emprego precário, aumento do desemprego e acabando na estagnação do mercado imobiliário, são factos que nos estão marcando.
A população de Albufeira tem de se libertar dos grilhões da propaganda oficial e abrir os olhos para o futuro e com muita coragem.
Chegámos a um ponto em que não há lugar para ilusões.
Os já conhecidos vendedores de promessas estão aí a chegar com as suas campanhas mas a gravidade da situação obriga a procurar soluções.
Com a dimensão exagerada que a cidade tem e sem ter criado as bases de sustentação, é urgente pensar e fazer planos para sairmos à frente dos nossos concorrentes.
Esta situação arrasta-se e agrava-se, debaixo do manto diáfono da ideia oficial de que vivemos no paraíso.
A mentira paralisa e o sucesso só vem rupturas e decisões corajosas.

um albufeirense disse...

Pensavam que só o Alfredo é que era o papa almoços ? Quem não gosta de se pendurar e fazer política ao mesmo tempo? O ObiKwelu vai preparar o Desidério para a maratona do próximo ano.

Anónimo disse...

Olhando para as fotografias dos jornais da terra tudo vai de vento em popa no reino de Albufeira.
Problemas ? Falta de clientes ? Na Câmara não faltam. Ea pagar bem. Faltam clientes na cidade , da Câmara dizem :amanhem-se, agarrem-se às luzes de Natal e à pista degelo.

anónimo de cá disse...

Albufeira está mal, muito mal, nunca se viu ttão pouca gente aqui e já o ano passado registámos queda acentuada. Disseram-nos que com as obras Polis, Albufeira ia disparar os negócios mas não disseram se era para cima ou para baixo. Agora está confirmadíssimo que era para baixo.
Este ano a Câmara, que nunca fez nada pelos comerciantes e depois de criticada pela Acosal está a investir no apoio ao Comércio. Mas porquê só este ano? Porque para o ano há eleições e é preciso lavar a má imagem.
Mas já vem tarde e pouco vai adiantar, porque os problemas criados aos comerciantes são muitos, as inundações, o desprezo,falta de planos para a sazonalidade e falta dos estacionamentos.
ESTA CÂMARA TEM DE LEVAR O CARTÃO VERMELHO !

firmino disse...

Tambem concordo, porque fazem isto tudo para deitar areia para os olhos dos comerciantes. O comércio está de rastos e faz pena ver o centro vazio, nem as pessoas da terra ali vão. A sapataria antiga perdeu os clientes, o oculista perdeu os clientes, os restaurantes perdem os clientes porque fecharam bancos , consultórios, clinicas, ag~encias de viagens, laboratórios, imobiliárias e ao todo são centenas de empregados que não circulam mais e não compram ali.
Está a Câmara a gastar um dinheirão que até fazia jeito a muitos comerciantes... mas este espectáculo é mesmo para disfarçar nunca ter feito nada. Devia haver eleições todos os anos...

a.m.g. disse...

Que esta Câmara não se dá com criticas todos sabem e bem vistas as coisas não se dá com novas ideias e acham que sabem tudo. Quem não gostar não coma e assim temos de engolir o que eles pensam que é bom para nós. A população não sabe pensar e só pensou bem quando os pôs lá. E depois é só viver 4 anos no bem bom, fazer algumas obras que dizem ser o melhor para todos, nos intervalos aceitar os convites para almoçar ou jantar e a vida corre numa boa e a merda só vem quando esta calma é estragada pelos gajos do contra, entre eles os do Forum Albufeira