quarta-feira, 5 de novembro de 2008

COMO FOI POSSÍVEL...

Durante a vida inteira
Ex-libris, da cidade
Foste o rosto de Albufeira
Símbolo desta comunidade.
Peneco , pobre amigo.
Tu sabes, que estou contigo
Mas, a injustiça existe.
Calma, não vais abaixo
Sabes, tenho a certeza.
Aquilo é um mamarracho
E tu , tu,
És a natureza.

JR.


7 comentários:

o cheias disse...

Uma sugestão que eu dava à Câmara era que para não tirar a vista do elevador, vendessem o Peneco a uns tipos com massa (por exemplo ao amigo CS para por no meio do golfe dos Salgados) e com o dinheiro da venda fizessem uma passadeira rolante até ao rebentar das ondas.
E depois davam-lhe o nome da praia mecânica e futurista, Desidério Jorge Silva.
E agora digam lá que o burro sou eu.

antonio maria disse...

A prosa acima está muito boa tal como o desabafo do Peneco.
E qual será o desabafo do sr. Presidente da Câmara sobre aquela obra de arte imprescindível no desenvolvimento da cidade? Vamos lá imaginar: "estou louco para convidar a Lili Caneças para estar ao meu lado na inauguração", dou "um concerto de inauguração" como o meu adjunto Rato Dias sugeriu ou é "melhor estar sossegado e nem passar lá ao pé não vão eles atirarem-me dali abaixo"?

Anónimo disse...

Albufeirenses,

Porque não propôr a retirada do elevador?Um Referendo para o efeito, como pediu o ex-companheiro José Vitorino para a ponte para a Ilha de Faro?

No Fio da Navalha

Anónimo disse...

O elevador é um Snobismo que fica bem aos políticos de Albufeira.

Não acham?

Gaivota

polítca à moda de albufeira (14) disse...

Os candidatos autárquicos desenham-se.
O PSD apresenta o Presidente-candidato, Desidério Silva (o voluntarista), contra David Martins (o enviado) e deputado do PS.
O PSD aposta na continuidade, mudando algumas moscas e o PS teve de ir buscar reforços, dado a falta de consenso à volta das figuras locais.
PSD e PS partem unidos, nos silêncios e inacção sobre o Programa Polis/Câmara, estacionamentos, urbanismo e perda de vitalidade económica da cidade.
São ambos de tal forma responsáveis pelos danos infligidos à cidade, que não lhes restam matérias de debate e conflitualidade.

firmino disse...

Quero acreditar que a ideia base que esteve na origem do elevador, foi o facto de já ninguem reparar no Peneco. Ora a Câmara preocupou-se em arranjar um novo símbolo que desse nas vistas. Depois virão os grafitis que lhe darão um aspecto mais modernista. Contentes com tudo isto andam as empresas dos postais ilustrados que tinham falta de novos motivos turísticos. Dali vão sair milhões de fotografias e muitos outros milhões se seguirão sem parar. E ainda haverá o espectáculo extra das ondas de sueste andarem de elevador.

o gargalhadas disse...

Ó sr. Presidente, sempre é verdade que o senhor foi chamar os espanhóis para virem ver o elevador e as escadas rolantes?
Em minha opinião fez bem, porque isto vai ser mesmo cartaz. E não ligue às más linguas e faça mesmo o concerto de inauguração. Se possível, com o Marco Paulo a cantar eu tenho dois amores, que combina com o evento e a paixão do Presidente.