quarta-feira, 29 de outubro de 2008

CARTA ABERTA AOS ALBUFEIRENSES SOBRE AS OBRAS POLIS

De: José Armando Simões
Engenheiro Agrónomo e membro do FORUM ALBUFEIRA



Ainda não vou falar do Elevador do Peneco cuja obra se arrasta há quase dois anos...com os custos inerentes à derrapagem no tempo e o incómodo de quem mora e de quem passa nas proximidades todos os dias...

A falha mais crítica e degradante deste Projecto Polis (mal estruturado só?) pode focalizar-se nas últimas inundações da zona baixa de Albufeira, no Verão de 2008, com esguichos artesianos de águas negras malcheirosas e cagalhões a flutuar em restaurantes, lojas e via pública...tudo bem documentado por turistas em fotografias que correram mundo para nos envergonhar!

E o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Albufeira, calado até esta data, ainda não sentiu necessidade de explicar aos portugueses um ror de anomalias e erros grosseiros de efeitos catastróficos:

1- Repavimentação monumental sobre uma rede sanitária inquinada...mal resolvida.

2- Deficiente drenagem da água de escorrimento superficial, chumbada à primeira prova de vida.

3- Caneiro da Praça dos Pescadores, com mais de 60 anos de vida útil (eu vi-o nascer e sempre soube da sua utilidade) foi mandado tapar pelos mesmos irresponsáveis que agora estão a reconstrui-lo a toda a pressa.

Apelo a quem tiver razões de queixa que as comunique a www.forumalbufeira.blogspot.com


Albufeira, Outubro de 2008

11 comentários:

anónimo de cá disse...

O Polis ainda vai fazer correr muita tinta. As peripécias foram tantas e ainda não acabaram.
Uma constatação que faço é que este Projecto cometeu tantos erros que revoltou uma cidade inteira mas a Câmara não deu o braço a torcer em momento nenhum. Isto é que se pode chamar apego à sua menina dos olhos.
A Câmara diz não ter responsabilidades nos erros das obras e nas inundações mas não pára de esgravatar as zonas intervencionadas. Aqueles trabalhos dão mesmo a ideia que andam às cegas, menos aquele rosso junto do antigo cinema para instalar um novo caneiro que tinha uma ligação deficiente. E porque é que acertaram neste tiro ? Afinal estava ali um erro ? Não de todo porque a Câmara não comete erros.
Esta Câmara pensa que somos tarolos e eles os espertinhos que vão gastando os dinheiros públicos com festas e subsidios para os amigos, para os Cavacos e para as duas ou três empresas que ganham todos os concursos camarários.
Temos de arranjar mais maneiras de denunciarmos esta gente que nos está a levar para maus caminhos.

Anónimo disse...

ò malta aquele elevador do peneco aquela maravilha, qualquer dia vem aí mesmo um arabe e compra-o e o Desidério manda logo fazer dois.Mas deixando de brincadeiras o louco que inventou aquele monstro mais os imbecis que o autorizaram deviam era serem atirados ao mar em dia de mar picado. A vista da praia já não é a mesma e aquilo é inutil. Este presidente não faz estacionamentos mas manda fazer um elevador para a praia. Se a gente não pára estes gajos eles dão cabo de tudo.

Alves Costa disse...

Têm toda a razão aqueles que dizem que a Câmara dpois da fase da negação e sabendo que o S. Pedro tem jogado a seu favor, anda mesmo às apalpadelas no terreno e a aplicar algumas mesinhas. Eles estão assustados porque sabem que se vier aí umas chuvadas tudo se volta a repetir e que não é por haver mais grelhas que as águas não vão inundar tudo. No fundo a população continua sem saber como é que a Câmara pensa fazer, porque se antes das inundações de Setembro não havia planos, estes não apareceram de repente.
Se o Presidente não tivesse mentido à cidade há um ano atrás e tivesse mesmo pedido um estudo ao LNEC hoje já estaríamos em melhores condições para resolver os problemas.
Mas a modéstia e a planificação nunca foram os pontos fortes desta Câmara

l.s.s. disse...

Não quero ser provocador mas é muito estranho a Sociedade Polis remeter-se a um silêncio fúnebre. Chovem criticas e ninguém se pronuncia. Apesar de estarem de malas aviadas não é normal que não se defendam a não ser que, para isso, tenham recebido ordens expressas.
Entraram politicamente e querem sair em silêncio. É claro que o Presidente Desidério e o seu parceiro Sócrates estão por dentro desta atitude estratégica ou, em jeito popular chama-se saída de sendeiro.
A cidade, fica a olhar para o volume de problemas que lhe criaram, que têm de ser resolvidos
e onde é que vamos desencantar todo o volume de dinheiro necessário para proceder às reparações e alterações indispensáveis.
Em tempos de crise económica e financeira, vamos andar a patinar por algum tempo e adiar projectos de desenvolvimento.
Estas situações têm de ser julgadas.

Anónimo disse...

"A Democracia é o sistema político em que as pessoas têm nada mais, nada menos do que aquilo que merecem..."
Bertrand Russell (1872-1970), filósofo e matemático. Prémio Nobel em 1950.

Luis Alexandre disse...

Hoje realizou-se, a pedido da ACOSAL, uma reunião entre a Câmara e os comerciantes e moradores das Ruas Cândido dos Reis e 5 de Outubro.
O objectivo era discutir vários aspectos da sua execução, com particular destaque para os materiais a aplicar dentro do respeito da sua traça histórica.
Há um ano atrás, noutra reunião realizada também a nosso pedido, criticámos a intenção de aplicar materiais desadequados que a Câmara se prontificou a mudar.
Para espanto de todos, há menos de um mês, distribuíram um folheto onde foram reafirmados todos os materiais contestados o que provocou uma revolta generalizada.
Esta revolta e o pedido de reunião levaram a Câmara a aceitar as nossas pretensões.
Esta é uma vitória da união e da organização. Mas não podemos descurar a fiscalização do desenrolar das obras.
Outras exigências da parte dos comerciantes foram as compensações através da isenção de taxas e a aplicação do critério de segurança "acidentes zero".

A.M.G. disse...

O FORUM ALBUFEIRA tem feito um conjunto de denúncias sobre actos gravosos da Câmara que afectam a população e não se houve uma palavra do principal Partido da oposição.
Já não falo dos dois vereadores que sabemos resumirem o seu papel na Câmara às contestações formais. Eles estão lá para voos mais pessoais que têm tido sucesso.
Os membros da Assembleia Municipal também não saem dos protestos orais ou escritos, porque estando em minoria aquilo até se torna numa chatice.
A outra oposição residual nem vale a pena falar porque não há nada para falar.
E o povo vira-se para aonde? Naturalmente para a política de café e de ocasião.
Temos um futuro complicado e precisamos de novos cenários.

nuno miguel disse...

Mal ou bem a cidade precisa do PS. Se sozinhos não conseguem nada aliem-se a outras forças mesmo independentes. Tantos problemas e tão graves têm de ter respostas concertadas. Têm que assumir as vossas fraquezas? Façam-no. Não tê outra saída.

firmino disse...

Conforme prometi divulguei o FORUM na minha empresa. Nem toda a gente tem computador, nem toda a gente mostra a mesma vontade de participar mas consegui meia duzia de leitores. Nem toda a gente tem avontade para escrever. É uma questão de tempo. Mas ler já é um passo. O que posso constatar é que a aceitação é muito boa e todos se mostram indignados com as denuncias. Passo a passo chega-se longe. Esta Câmara que se cuide que a força das opiniões independentes está a aumentar. O historial de asneiras em Albufeira tambem ajuda. Vamos em frente.

política à moda de albufeira (11) disse...

O PS Albufeira deu hoje um lanche para membros destacados e jornalistas. Esteve presente um jornalista. Não sabemos o teor dos temas debatidos mas acreditamos que a praia dos Arrifes não foi esquecido. Seria para apresentação do candidato rosa às próximas eleições autárquicas? Pelo ar triste e de frete final, percebeu-se que não. Facto é que o dr. Anastácio esteve presente e não a sua sombra.
O PS está em plena fase de mudança de patriarca mas não de política. O sentido de derrota está instalado. Os problemas da população vão continuar fora dos planos. O horizonte rosa aponta para daqui a 5 anos!

o cheias disse...

A um ano das eleições já está a andar uma sondagem telefónica sobre as eleições autárquicas do próximo ano.
Pelo teor das perguntas ficamos na dúvida se é encomendada pela Câmara ou pelo PSD. Pergunta-se pelo desempenho da Câmara e do seu Presidente.
Estranho não é, falta é saber quem paga.
Também há aqui muito nervosismo e apesar da avalanche de obras para lançar nos próximos meses e das inaugurações à boca das urnas, os sorrisos já não são o que eram.
Está aqui um grande desafio para os drs. Carlos Silva e Sousa e Rato Dias, proeminentes estrategas do Desiderismo. Porque o resto é conversa!