sexta-feira, 18 de julho de 2008

OS PARTIDOS NÃO TÊM OPINIÃO SOBRE O RUÍDO?


A questão da implementação da "Regulamentação do Ruído", na medida em que estamos no pico do Verão, está na ordem do dia.
Milhares de proprietários e visitantes estão chegando e constatam que as suas queixas antigas continuam sem solução. Muitas destas pessoas já chamaram a GNR centenas de vezes e, mais importante, já se dirigiram pessoalmente e por carta ao Presidente da Autarquia mas, apesar das promessas de intervenção, não se vêem resultados.
Afinal, esta é ou não, uma das vertentes da qualidade de vida que queremos oferecer em Albufeira? A população manifesta-se como pode e os seus ditos representantes organizados em Partidos, o que têm a dizer sobre esta matéria? Este é o momento ideal para se exprimirem.
Precisamos criar uma corrente muito forte de opinião!

3 comentários:

Escarpão disse...

Antes de mais os meus parabéns ao forum albufeira. Todas as iniciativas por uma Albufeira diferente e todos esperamos melhor são de louvar.
A blogosfera possibilita um primeiro passo para outras intervenções.
Quanto ao Ruido, deve existir uma posição de compromisso.
Cumprimento dos parâmetros da Lei do Ruído pelos estabelecimentos de diversão nocturna, que quer queiramos quer não, são e serão ainda para meu desgosto, por muito tempo o motor da nossa economia. Visto que não temos tido uma política de criação de uma oferta
turistica de qualidade e diversificada com base no Desenvolvimento Sustentável. Pois com menos turistas pode-se conseguir as mesmas receitas e sem tanta destruição dos nossos recursos ambientais, energéticos e patrimoniais.
Eu quando estou no concelho moro no mato, mas à res da 125 por isso também há noites em que loucos de escape aberto nos destróiem o sossego. Isto é de admirar, pois quem quer uma vida tranquila deve morar no campo.
Este problema resulta, na minha opinião, de problemas de planeamento e juntarem-se zonas de residentes permanentes, com zonas de turismo residencial e a zona de diversão nocturna.
É incompatível alguém morar e fazer uma vida não nocturna, nestas zonas. Nâo me parece possível.
Se se limitar o barulho a vida nocturna ressente-se e o produto Albufeira diversão vai abaixo, ficando alguns residentes satisfeitos e outros desempregados.
Se não de limitar o barulho, vão abrir mais consultórios de otorrino
e de venda de aparelhos auditivos.

L.S.S. disse...

Albufeira para se manter no topo das preferências turisticas precisa de preservar os seus valores. O ruído não é de certeza um desses valores. Pelo contrário, pode vir a ser um factor de afastamento. Já alguem fez um inquérito sobre isto?
Dizer que as pessoas vêm a Albufeira à procura de diversão é uma mentira. Albufeira, hoje em dia, é procurada pelo sol e praia. Já se foram os tempos em que era procurada pela sua beleza e calma. Afirmar-se que não há turismo sem barulho e confusão, está errado. Uma corrente de opinião, sem qualquer fundamentação válida, é que para alcançar lucros fabulosos (veja-se a opulência de vida dos donos de redes de bares), lhes convem alimentar essa ideia e se necessário exercem pressão sobre as autoridades, que se tªem revelado macias e inactivas. Até quando não sabemos. Não deixemos cair este assunto e venham mais ideias para a discussão.
A contra informação devia aparecer!

Albufeira a mudar disse...

Passaram oito dias sobre o lançamento do nosso Inquérito e apesar da tendência para a exigência do cumprimento da Lei, não se vêem resultados práticos. A desordem continua a ganhar. Até quando?