quinta-feira, 13 de agosto de 2009

VEM AÍ O CIRCO!


À entrada de um momento alto da vida do concelho, a realização de eleições específicas para o seu governo, deve-nos levar a uma reflexão profunda do que está para trás, nestes 35 anos de democracia parlamentar.

Vão cinco Partidos a eleições! Quatro velhos e revistos e um ocasional, em termos locais.

Tirando os anos quentes do pós 25 de Abril em que a autarquia foi gerida por pessoas da terra e não eleitas, com a institucionalização dos processos eleitorais, o concelho só foi gerido 27 anos pelo PS e 8 pelo PSD. Os outros Partidos, à excepção do novíssimo furacão BE (reunião de linhas de pensamento contraditórias entre si), têm desempenhado um papel de sobrevivência local, portanto, sem intervenção de valor real específico para a vida da população.

Tudo o que somos, tudo o que ganhámos e tudo o que perdemos, devem-se a estes dois principais Partidos, um que se diz de esquerda e pratica uma política de direita e, outro, de direita que fez jus a essa condição.

Se temos um tecido económico em queda, se temos menos procura do destino, se temos uma linha de costa massificada e desordenada, se temos exagero entre procura e oferta e um parque habitacional estagnado e deserto, com toda as outras componentes de má organização infra-estrutural (estacionamentos, saúde, verdes, apoios de rectaguarda do trabalho, segurança, educação, etc), devê-mo-lo à má gestão e às promessas não cumpridas destes dois Partidos e ao deixa andar por parte dos outros.

A velha vila bucólica e histórica, de gente simples e pacata, foi surpreendida e engolida pela grande cidade de betão e novo-riquismo, foi ficando para trás por culpa da falta de capacidade estratégica de planear e de políticas de favorecimento dos novos senhores da construção que, sob a capa de progresso e de contribuírem para o aumento das receitas camarárias, argumentos constantemente reproduzidos pelos responsáveis autárquicos, cortaram como quiseram, ocuparam como quiseram, destruíram como quiseram, deixando-nos agora uma herança muito pesada e que os dois Partidos, PSD e PS, entre acusações mútuas, procuram desvalorizar.

E perante a desresponsabilização que mostra a verdadeira natureza e falta de princípios destes Partidos, os seus candidatos, o actual presidente, do PSD, e o novel aspirante do PS, de auréola parlamentar e bem relacionado (diz ele) com o poder, prometem-nos resolver o que de mal está feito por eles e que têm novas formulas e ideias para o futuro.

Qualquer cidadão avisado, ao ouvir estes discursos, tem todas as razões para ficar preocupado!

Com o prédio mal construído e a abanar por todos os lados, em curva descendente de criação de riqueza, com uma preocupante taxa de desemprego e uma imagem geral degradada, somos confrontados com os discursos cinematográficos da varinha mágica, de que desta é que vai ser, quando todos os indicadores económicos e sociais recomendam uma linguagem de franqueza, começando por assumir as suas responsabilidades para poderem credibilizar o que se propõem fazer.

O que ouvimos dos candidatos assumidos, que somos todos Albufeira ou que vamos fazer mais, que se propõem fazer, por exemplo, 200 novos lugares em creches quando as necessidades reais vão em mais de 400, mostram bem a real intenção de que este e os outros problemas são para arrastar e que o que está realmente em causa é chegar à cadeira do poder e gerir o orçamento camarário, que foi milionário nos últimos anos mas pode bem regredir debaixo da pressão dos números da crise.

A visão que PSD e PS mostram para a realidade, é trabalhada internamente, para ser direccionada aos sentimentos e aos pensamentos mais básicos da população, fazendo-os acreditar de novo que os velhos algozes podem ser os seus salvadores.

Trinta e cinco anos de enganos repartidos no poder local, com as consequências nefastas que são completamente visíveis no espaço do concelho, da linha de costa encaixotada ao quase abandono do interior, são suficientes para uma mudança de atitude da população na hora de fazer as escolhas e no tempo que se lhe segue.

Paderne só tem o castelo, a Guia é conhecida pelo frango, o Zoomarine e a lenta destruição da Lagoa dos Salgados, os Olhos de Água vêm à ribalta pelos esgotos e a destruição do seu estilo pictórico, as Ferreiras são um dormitório desclassificado e caro e a cidade, cujas referências são o núcleo histórico e a praia, tem sido vandalizada e inundada impunemente, tendo-se tornado num lugar ruidoso, inseguro, incómodo, mal organizado, de arquitectura e arranjos estéticos de pseudo-vanguardismo, mais para satisfação do umbigo dos seus criadores e sugadores dos dinheiros públicos ( a Câmara e o Governo PS/Parque Expo no seu famoso Programa Polis).

Albufeira é hoje, na boca dos seus actuais e ex-dirigentes, uma cidade cosmopolita, virada para o futuro e necessitando de reacertos programáticos que estão agora escritos para o altar eleitoral de Outubro. Falta é explicar porquê e quem é que provocou todos os factos que conduziram à fraca prestação que vem desde 2001, com altos e baixos e crescimento nulo ou negativo, e que em 2008 entraram em linha de queda acentuada que não pára ao longo de 2009, com todo o seu cortejo de consequências que se vão começar a contabilizar e prenunciam situações sociais e económicas desestabilizadoras.

Os problemas do concelho de Albufeira não se resolvem em Outubro e o grande perdedor de todos os actos eleitorais foi o povo!

Outubro vai trazer uma mudança de filosofia estratégica na condução do nosso futuro? Não de todo!

Velhos e novos concorrentes, caras novas ou velhas, novas formas para o mesmo fio condutor, raposas que mudam de covil, independentes partidarizados e instrumentalizados, satélites que mudam de órbita, políticos recauchutados e de vai e vem, transformistas intelectuais e politicos, as eleições de Outubro têm de tudo, todos saem dos velhos sacos de fazer política e a derrota popular está assegurada no tempo.


Luis Alexandre

24 comentários:

Anónimo disse...

palhaço já temos

Anónimo disse...

Eu diria palhaços perigosos...

anti garganeiros disse...

á parte deste comentário muito se tem falado neste Forum sobre os taxis , eu paguei uma multa de 120€ por andar numa zona de 50 Km a 68Km hora , e estes Srs. donos das estradas que não respeitam ninguem andam sempre ao dobro da velocidade permitida como é que é, se fosse eu que mandasse as multas para estes Srs. era o triplo que são para o cidadão normal visto que o dito cidadão não anda em serviço de transportes publicos . a transportar estrangeiros imagino os sustos que devem apanhar , para mim são uma espécie de garganeiros que só vêm dinheiro sem respeito por tudo e por todos

Anónimo disse...

Este artigo do LA, revela um azedume de quem ficou de fora a carpir as lágrimas por não partecipar no banquete. Aliás não são todos iguais e este falatório só beneficia os do poder ps 27, psd 8 anos cada. Ora o BE é uma novidade e não concorre dá cobertura aos independentes que LA não soube conquistar para o seu projecto totalitário. Há que dar o beneficio da duvida aos novos concorrentes que na realidade são uma esperança para Albufeira e não fazer o jogo do DESIDÉRIO e do DAVID, esses sim são um perigo para o concelho de ALBUFEIRA e não aqueles que ainda não governaram e que se DEUS quizer o o povo aprovar ganharão as eleições neste concelho de ALBUFEIRA.

FERNANDA MARIA BRÁS DE ALMEIDA RIBEIRO

Anónimo disse...

O perigo está na cambada de ignorantes que escrevem artigos e alguns comentários neste blogue.
não sabem dizer que planos têm para esta terra, mas sabem o que querem: TACHO.
acreditar nessa gente éra passar um cheque em branco a aventureiros que ainda faziam pior do que os que lá estão (maus) e dos que lá estiveram (sofríveis).
felizmente o povo é sereno e não vai em conversetas de blogues.
só servem pra desabafar.
desabifem.........
a mim não enganas tu

Firmino Santos disse...

Quem dá a cara vale mais que os anónimos que não gostam de serem retratados é a ideia com que eu fico do que acabei de ler.
Eu não vou defender o LA que não pediu para o fazerem mas que diz verdades duras de ouvir e incomoda os culpados e os seus comparsas não há dúvidas.
No telejornal á pouco ouvi dos movimentos para o nulo e o voto branco e nada disto vem por acaso. há muito descontentamento espalhado e os truques de feira da mão no palhaço que fala o que a mão quer é mesmo truque.
Fizeram da politica uma feira e nem todos vamos com estas barracas que são quatro anos a ganhar muita massa e 15 dias de beijinhos.
Á minha porta não quero feiras.

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

O anónimo das 00:23 chumba a eito e a direito... deve ser um feliz contente. Quando alguém quer pensar nos outros e em si próprio, fujam que lá vem ladroagem... isto mete mesmo dó. Que raio de sofrimento este que nos leva ao tempo das procissões e outras invenções. Se4 ninguém lhe serve, porque não se presenta V. Exª?

Anónimo disse...

Isto é tudo muito bonito, mas está na hora de o Cidadão Português, começar ,na sua maioria, a pensar que , fugir aos impostos e não cumprir a lei,não é sinal de inteligência ,mas sim "chico espertisse".Assim sendo ,não pode esperar que o pais melhore ou progrida com susrentação.Andaremos todos a nos enganarmos uns aos outros?

Roberto Raposo disse...

O pessoal fala sem pensar, se não repararam, as promessas são feitas para 4 anos, e se o Sr. Luís Alexandre acha que 200 lugares de cresce são poucos para fazer em 4 anos, então diga-nos lá qual é a formula mágica para fazer 500 e ainda assim cumprir o resto, é que Albufeira durante 4 anos, não precisa só de creches.

E já agora Sra. Fernanda, explique lá, porque é que diz que o David é um perigo para Albufeira, por acaso já o viu fazer algum mal a Albufeira? O David, representa aquilo que a a nossa geração quer para o futuro, sim futuro, porque não se pode apenas pensar no imediato.

Quanto ao fugir aos impostos, ainda há alguns dias na conversa com um Sr. construtor que é pró PSD,ouvi da boca desse Sr. o Seguinte:
"Ah, e tal, este Sócrates é um ladrão, pois as Finanças andam sempre em cima de um gajo, no tempo do PSD, metia mais dinheiro ao bolso, pois conseguia-se pagar menos impostos..."
Ora este representa bem o exemplo do empresário português e representa bem o que é o PSD. É por causa do Cavaquismo e das politicas do PSD, que Portugal chegou onde chegou.
O povo português, tem que começar a ver, que não fugir aos impostos, faz com que tenha-mos melhores serviços de saúde, ensino, segurança, melhores infraestruturas e consequentemente melhor qualidade de vida para todos. Se isto acontecesse, a carga fiscal era menor e estaria-mos todos muito melhor e não haveria tantas diferenças a nível sócio-económico. Pensem bem nisto...

Grande abraço

Roberto Raposo

Firmino Santos disse...

Senhor Raposo

considero as suas intervenções bem intencionadas mas de uma ingenuidade perigosa (não se ofenda com o perigosa). Então o PSD que dá facilidades ao seu conhecido construtor e a muitos outros e deixa as finanças públicas em má situação, vem atrás o governo do PS que ganha as elições e o que faz? ao fim de oito dias está a arranjar dinheiro para o estado aumentando os impostos que os ramelas como nós os dois e todos os que vivem dum salario não podem fugir de pagar.
E para lhe trazer à memoria que com toda esta crise, o Governo socialista, quando entendeu que o que aplicaram de aperto do cinto foi por água abaixo com as falcatruas dos bancos nem hesitaram a ir primeiro a ajudar estes que estão na falencia mas não se pode dizer.
Não me lewve a mal, mas o Partido Socalista vai ter sempre cada vez mais dificuldades para se afirmar.
Acreditem que a população até gostava do que estava escrito nas cartas mas també pergiuntava porque rzões não foi feito"

NAIF disse...

Ho, Firmino, então,o governo deixava cair o BPN e os povo que lá tinha o dinheiro ,como era. O caso do BPP é diferente ,como sabe, mas aí o Gov. não intervencionou e bem. Mas vamos ao que interessa,sabe que os bancos portugueses estão agora mais sólidos que a banca espanhola(diário economico hoje).A banca portuguesa tem racios maiores que a banca espanhola , podendo assim, dar credito as PME`S, para que possam começar a sair da crise.Por outro lado o Gov.não injectou dinheiro na banc, foi só seu avalista nos possiveis emprestimos que os bancos precisassem de fazer no estranjeiro.Afinal o Firmino ´e que parece ser de uma grande igenuidade(sem ofensa).A banca portuguesa está neste momento muito mais sólida que a banca espanhola,bom sinal,não acha?

Anónimo disse...

sr. naif essa é mesmo conversa de mau pagador... aora está bem mas antes não estava e fui que roubeo o dinheiro que falta? o que se lê noa jornais é que o dinheiro não chega ás empresas... (albufeirense;)

Roberto Raposo disse...

Sr. Firmino, não sou ingénuo, estou é informado.
Então o Sr. acha que como o país estava em 2005, era possível não aumentar impostos, esquece-se de que o PSD e a Manuela F. Leite deixaram o país com um défice de 6,8 e não de 3,8, como tinham anunciado antes das eleições de 2005?
Sabia que a continuar com um défice acima dos 3%, que iria-mos ser sancionados pela CE? E aí o que teria acontecido a Portugal, se tal continuasse?
O que o Sócrates fez tinha que ser feito, deveria era ter sido feito há mais tempo, para que o défice não chegasse aos 6'8% como cegou com o governo PSD.
Mas agora, quem afundou o país nessa altura, vem criticar o PS e o português, como é de memória curta vai atrás de conversas de lobo vestido de cordeiro. Que credibilidade tem a Sra Ferreira Leite de vir agora dizer que isto e aquilo está mal, quando deixou o país de rastos na altura em que era ministra das finanças?
Portugueses, abram o olho e informem-se bem antes de ir na cantiga deste e daquele.

Um abraço

Roberto Raposo

Anónimo disse...

e agora como dizem os primeiros comentaristas e o Sr. Manuel Aires afinal sempre é candidato pelo bloco de esquerda, com o desmentido que fez afinal como é que é

Anónimo disse...

Estou de acordo consigo sr. raposo na parte em que acha que os portugueses têm de abrir os olhos, mas não é para tirar do Psd para por no Ps. O sr. come do que gosta mas é pena que seja tão vidrado nas mentiras, então para si não á mal nenhum em dizer iuma coisa e fazr-se outra? o povo português é parvo quando não deu o voto em Junho? e você depois dessa derrota andou fugido não havia gás?

Tony que não Curt`s disse...

SR, PSD, desorientado, das 22.38, não acha ,que,quem diz uma coisa e faz outra é a sua patroa MFL.Fala em verdade e só faz mentiras (vide ,listas para deputatos),gás ,falta-lhe a si,e aos seus companheiros ,que nem foram á festa do pontal,onde por acaso ,era figura de proa o seu patrão Desidério.Só ,intervi,não para defender o Roberto Raposo,que ele não precisa,(é o unico que dá a cara).mas para que o sr.psd descont. , naõ pense ,que estamos aqui ver passar os combóis.

Anónimo disse...

Há como parece um grande medo da candidatura do Dr. Manuel Aires, só o saberemos para a semana que vem quando terminar o prazo para a entrega das candidaturas no Tribunal da Comarca de Albufeira no dia 17 de Agosto de 2009, e mesmo assim só se saberá de certeza quando terminar a fase de recurso caso a secção responsavél do Trbunal detecte alguma falha nos processos entregues pelos Mandatários das candidaturas. Até lá dormam descansados que o Dr. Manuel Aires não é candidato a nada e se for só temos que nos regozijar porque ele será certamente o futuro Presidente da Câmara com uma equipa de excelência ao que se diz. Mas até lá tenham calma e não incomodem o senhor que não ofende ninguém e merece o nosso voto se for candidato.
Rosária Maria Bettencourt

Anónimo disse...

D. Rosária conte outra anedota que essa está muito visata

Anónimo disse...

Este anónimo miserável das 21,57 é mais papista que o papa, mas daqui levas sopa
Rosária

Anónimo disse...

esta rosária outras vezes tem outros nomes mas parece que veste calças e tem pilinha não faz outra coisa, ou vende independentes a trabalhar para o bloco esquerda e poe como o cabeça o Tal Dr. Aires que vai chegar e vencer. Estes gajos que nunca ninguem viu meteram na cabeça que toda a gente sonha com eles e vai tudo encarreirado como formigas ver o Louçã mais o Aires que para ela/ele já é presidente da câmara.
Já agora quem é esse Aires ? É mais um craque do BE ?

carlos

Roberto Raposo disse...

Anónimo das 22:38, onde é que leu que eu escrevi, que não havia mal em prometer uma coisa e fazer outra?
É que eu já li o meu post e não encontro lá nada disso.
Ao que me referi é que as promessas feitas, foram feitas com base no défice anunciado pelo PSD antes das legislativas de 2005. O Sr. acha que era possível cumprir o que se tinha prometido, depois de descobrir que afinal o défice não era de 3,2, mas sim de 6,8%?
Estava mal era cumprir as promessas e afundar ainda mais o país..

Abraço

Roberto Raposo

Anónimo disse...

A D. Rosária dos comentários no Forum, deve ser um travesti militante do BE!
Cuidado com eles(as)!
O BE é especialista na matéria, embora eu não tenha nada contra.
Mas prefiro tudo ao natural, mesmo que não me interessem.
Travestis políticos como o tal senhor dr. não sei o quê Aires... NÂO!!!!

Anónimo disse...

Ó Dª Rosária, por mim pode ser quem quiser. Mas acho útil que vá ler os "posts" do Dr Aires , do mês de Junho (creio de 10 de Junho). Então ele também não se importou de ir "engrossar a sanguessuga do Bloco de Esquerda"? Ele é que escreveu e chamou sanguessugas aos BE's!
Esta vida é um tratado. Lá porque podem candidatar-se a um lugarzeco ou escrever umas coisitas, ora toma lá que daqui não levas nada.... Ai de mim nem já o BE leva nunca mais mesmo nada! Está à vista que o BE é um grupo de intelectualóides que quando partem para a acção escaqueiram-se todos em cacos.... Pois é. As instituições com história sempre têm alguma regulação, pelo menos de vez em quando. E é por isso que ainda temos mundo....

Grandes sanguessugas! Não dá para chorar mas para rir. Gosto cada vez mais disto... qualquer dia digo à minha mãe(que tem muito reumático e pouca memória) para se candidatar a qualquer coisa... Depois, como filho, pode ser que se lembre de mim para um lugarzinho que não dê trabalho. Só preciso de ordenado e de carrinho... A propósito: porque é que os técnicos da Câmara não vão e vêm de casa para a Câmara nos carros pessoais deles? É pra trabalhar!? Hã!!! Então e não podiam pegar só no carro da câmara depois de chegar lá? À Câmara? Ao menos dêem-nos o giro até Paderne, Guia, Olhos d'Água.....Assim sempre cabíamos lá mais alguns.... Sou pobre?! Ai é? Tenho de contentar com a minha sorte? Ora porra, mãe. Lá tens que fazer pela vida. Candidata-te. pode ser que ainda vás a tempo.....
Sanguessugas!!! Isto será peixe bom para caldeirada?