quinta-feira, 25 de setembro de 2008

A CHUVA DAS DESGRAÇAS E DAS MENTIRAS DESMONTADAS!

A Assembleia Municipal desta noite, que contou com a participação da imensa maioria dos comerciantes afectados, permitiu às pessoas relatarem a sua situação, pedirem contas aos responsáveis do Municipio e ouvirem destes, que tipos de apoios poderiam esperar.

Voltando a insistir na teoria dos fenómenos atmosféricos, o vice-presidente da Câmara lá foi dizendo que alguma coisa se arranjaria, sem contudo se explicar.

Sobre as medidas reclamadas por todos os intervenientes, foi dito que chamaram o Departamento de Engenharia da Universidade do Algarve, para iniciar um estudo que leve ao conhecimento da bacia hidrográfica da cidade para se implementarem as acções julgadas necessárias.

Ora esta decisão, é o RECONHECIMENTO PÚBLICO de que de facto há erros graves na intervenção Polis/Câmara!

Perante tais afirmações, o presidente da ACOSAL, questionou o vice-presidente da Câmara se afinal havia ou não um estudo do LNEC que o Presidente da Câmara, Desidério Silva, disse ao jornal "Correio da Manhã" há mais de um ano e também por ocasião de inundações, havia encomendado.

Ouviu-se o vice-presidente ser peremptório que desconhecia que houvesse qualquer estudo, de onde se concluiu que o Presidente da Câmara MENTIU À CIDADE!

Aonde nos poderão levar mais, as tropelias do Programa Polis/Câmara?

Ou será que existe mesmo o tal estudo, que de tão comprometedor, leva os responsáveis da Câmara a preferirem passar por mentirosos do que vê-lo tornado público?



FORUM ALBUFEIRA

9 comentários:

Luis Alexandre disse...

No rescaldo, da "desgraça" anunciada, chegou a hora dos inqéritos, dos comunicados, das desculpas e da culpa morrer solteira.
Se daqui a umas horas voltar a chover, o que passou a ser um fenómeno estranho em Albufeira, o que nós temos de mais certo é que os cenários da última segunda-feira se vão repetir, para desespero dos comerciantes mas agora sem a presença de alguns.
A Sociedade Polis e a Câmara, embora sendo entidaddes diferentes, foram os accionistas do famoso Programa. Fundiram-se nos objectivos, nos preparativos, nos resultados,no despesismo e agora nas desculpas concertadas.

alves da costa disse...

A Câmara andou todo o tempo a tentar fazer passar a ideia que não tinha um papel relevante na Sociedade Polis. Então um accionista com 40% não risca nada?
E o Presidente da Câmara não quer saber o que se faz no território que dirige?
Tudo o que foi feito teve o seu parecer afirmativo.

Anónimo disse...

O programa Polis podia ter feito muito pela cidade mas eles só queriam brilhar, Na altura se tudo fosse bem planeado saiamos todos a ganhar.Fala-se do engenhocas Cercas que agora já se sabe que nem os colrgas gostavam dele,mas ordens são ordens e estava gente muito mais importante atrás dele para dar ordens. Tu recebes uma ordem do patrao e vais dizer não ? Tás no olho da rua e o Cercas foi para a rua. Se a gente pensar bem quem fez os projectos não percebia nada da cidade e se fossem à Câmara, o arquitecto Melo punha-os a gemer muito tempo e se não dessem nada até ficava como heroi de nos ter livrado do Polis.
Falamos todos mal do Polis mas ele ainda vai dar trabalho a muita gente por muito tempo. Se pensarmos bem fazer mal agora é manter postos trabalho e a economia não pára.

ai mouraria terra do futuro disse...

Hoje de manhã na rádio oficial da Câmara, pois a Câmara é que deve aguentar aquilo,nas "conversas em familia" do sr. presidente foi só desvalorizar o que aconteceu na baixa. Que os comerciantes exageram as perdas, que outras forças se querem aproveitar, que vai ajudar mas não diz como, bem a conversa do costume para população ouvir porque não foi bom a um ano das eleições. Há pessoas que até se arrepiam de ter votado neste homem. Então quem foi que pagou parte dos custos do Polis? Então quem é que vai pagar os arranjos que as obras Polis estão a precisar? E eu fui daqueles que leram no jornal que o sr. presidente tinha pedido um estudo ao Lnec. Alguem fez uma pergunta e o jornal pôs o presidente a responder. Albufeira vai é de mal a pior e se não se fazem obrea urgentes para alargar os canos as pessoas vão continuar a perder muito dinheiro.

antónio cerdeira disse...

Quando o engº Socrates, Ministro do Ambiente e o Presidente da Câmara lançaram o Programa Polis, percebeu-se que havia ali muita cumplicidade.
Os projectos já estavam elaborados e assumidos pelas duas partes.
Toda a autoridade exibida no terreno pelos elementos do Gabinete Polis, tinha razão de facto.
Hoje diz-se que os projectos revelam falta de estudo da realidade das zonas intervencionadas mas, ninguém duvide que do lado de cá havia uma mistura de desconhecimento e confiança no trabalho de terceiros.
Se essa foi uma condição imposta, não sei se algum dia saberemos mas,
a Câmara nunca deveria ter assinado de cruz uma intervenção tão profunda, sem sujeitar todos os projectos à análise dos seus técnicos, que mesmo perante a falta de cadastros, dispunham de mais informação e de possibilidades de a procurar no contacto com a população.
A intervenção Polis nasceu torta e quando a população opinou para ajudar a endireitar, a Câmara, através do seu Presidente, preferiu respeitar os seus compromissos e não afrontar ninguém.
A sabedoria popular chumbou o Projecto Polis e pressentiu o que está a acontecer.
A Câmara preferiu andar a reboque dos acontecimentos...

anónimo de cá disse...

Haverá maneira de apagar da memória das pessoas os factos da 2ª feira passada e os prejuizoa das anteriores inundações? Tenho muitas dúvidas.
Hoje de manhã a natureza não nos castigou tanto mas a água ainda assustou. E lá vimos o voluntarismo presidencial e comitiva andando no meio do aparato da protecção civil. Como se isto resolvesse algum problema ou apagasse das memórias os sofrimentos vividos.
Desde há muitos anos que os presidentes vivem para eles próprios e para os que os acompanham ou promovem. Primeiro estão as aparências e os fortes interesses de grupos. Os interesses estratégicos do desenvolvimento da cidade foram
relegados para planos secundários. O Programa Polis/Câmara, como agora se diz e bem,foi uma grande oportunidade de investimento do Estado Central no desordenamento da cidade e nós deixámos que o usassem mal. Também concordo que foi uma oportunidade perdida. Nem tão cedo vamos ter outro investimento assim.
O poder local fez-nos perder a oportunidade. A oposição fez o seu triste papel de esperar pelos erros. A população vai ter de voltar a pagar tudo.
A História faz-se assim.

o cheias disse...

Mosse debe andam vocês a pregar e nada vai mudar. Mais problema menos problema Albufeira sempre andou calada. O Vasco Batoca até já escreveu que a Câmara faz sempre o contrario do que deve ser. Com o Polis foi assim. Falar para quê? Eles fazem o que lhes interessa mesmo que isso não sirva a cidade.
As televisões andaram por aí por causa das cheias e só isso é que fez com que os lobos saissem do covil. E para quê? Dizer que vão ajudar mas voc~es vão ver o que isto vai dar. Mal da cidade que se chover muito este inverno não sei como é que tudo vai acabar.

Anónimo disse...

É pá a coisa está a aquecer. Albufeiraq está a abrir os olhos ou isto é sol de pouca dura ? Ao menos ouvem-se vozes que não engolem tudo. Há mais de 3 anos que o Polis faz o que quuer e a Cãmara sempre deu o amem. A população esta a seguir os acontecimentos, na cidade não se fala doutra coisa e este trabalho todo tem de dar algum resultado. Até que enfim que há pessoas que não tem medo de dizer as verdades mas tambem não vamos a tempo de salvar património destruido. Força.

Anónimo disse...

Mandarim diz:
Albufeira capital europeia do turismo???? HA! Ha, Ha...
Olhem para as entradas de Vila Moura...
Não é necessário ser muito inteligente para ver a diferença! Vila Moura, mostram a imagem de qualidade. (pelo menos aparente. Impressiona!
Vejam asentradas desta pobre terra, sem passeios, relva,(só a natural), qualidade (???) do Burundi ou da Serra Leoa. É o reflexo da qualidade dos políticos e dos técnicos. Existem sim passeios largos nos acessos às casas de alguns, nos arrabaldes e terra batida na Estação dos Autocarros onde são recebidos os visitantes!!! Só visto!
Na estrada de acesso ao Centro de Saúde, os doentes que sofrem nas ambulâncias até "dão pulos de contentes" ao passar pelas lombas da estrada aos zig zagues, feita pelos grandes empresários da cidade!Um escândalo que dura háanos.Onde está o bom senso?? Por favor! Onde estão os olhos da população. Todos os dias tanta gente por lá passa e não se apercebe do crime urbanístico eeconómico.
Albufeira está a ser martirizada e assassinada! Salvem esta cidade enquanto é tempo.